fev 022018
 

Autor – Ivar Jacobson, tradução Anderson Barcat

            Para diminuir o “gap” entre Negócios e TI nós precisamos fazer com que joguem no mesmo time.  Eu comparo este time com um time de futebol, no qual os participantes não são só especialistas mas também generalistas – todos podem chutar a bola quando convocados.

O “time” Negócios+TI  deveria funcionar de uma forma similar. Apesar de ter funções especializadas, todos devem contribuir para alcançar o objetivo comum, afim de que todos possam ser bem sucedidos.

Mas eles fazem isto? Se eles fossem um time de futebol, provavelmente eles não ganhariam muitos, ou nenhum, jogo.  Estendendo esta analogia com o futebol, a área de negócios muitas vezes age como o proprietário ausente que quer que a equipe vença, mas não quer tomar o seu tempo para estar diretamente envolvido.

Continue reading »

ago 272016
 

Visão geral

Quando as empresas avaliam ferramentas de automação de teste para testes web, frequentemente surge a pergunta: Qual é a vantagem de usar o Rapise ao invés de Selenium?

Ou ainda de modo mais amplo: Por que pagar por uma ferramenta comercial ao invés de usar uma gratuita?

À primeira vista, ambas as ferramentas parecem endereçar os mesmos desafios ao automatizar testes na web, mas é muito importante compreender outros aspectos ao comparar as duas ferramentas.

 

Continue reading »

jun 062014
 

 

O modelo de Outsourcing no desenvolvimento e manutenção de software é uma realidade em inúmeras corporações, dos mais diversos portes.
Sem entrar no mérito de se existe uma tendência de Outsourcing ou de Insourcing, e sem entrar no mérito de qual abordagem é a melhor, o que este post apresenta é uma avaliação da importância do trabalho de QA (Quality Assurance / Garantia de Qualidade) como forma de assegurar o investimento de quem contrata (cliente), bem como para nortear o fornecedor (ex: fábrica de software) sobre como – e em qual medida – os produtos de trabalho devem atender aos padrões de qualidade estabelecidos.
jan 082014
 
É fato que Requisitos bem definidos dependem fortemente das técnicas empregadas durante as atividades de levantamento; por esta razão o Analista de Negócios (ou de Requisitos) deve possuir sólidos conhecimentos em diferentes técnicas que enriquecem a qualidade dos requisitos identificados, bem como aumentam a eficiência do processo de levantamento.
Neste post serão abordados alguns dos aspectos relacionados à qualidade dos Requisitos, com foco na forma de escrita dos mesmos.