jan 142014
 

LEAN não é apenas um conjunto de ferramentas e técnicas que podem ser aprendidas a partir de sessões de treinamento ou de certificação e, em seguida, implementado em uma organização para obter os resultados finais, portanto a implantação do LEAN  é abordada de diversas maneiras em diferentes tipos e tamanhos de organizações.

LEAN é uma cultura que tem de ser desenvolvida ao longo do  tempo.  O sistema de qualidade próprio da organização tem que ser praticado, padronizado e continuamente melhorado com os processos estáveis, verificados e validados para satisfazer as necessidades dos clientes, e a organização deve dar prioridade ao valor, como ele é definido pelo cliente.

Dando o “LEAP” (salto) a frente

LEAP é um bom acrônimo para a forma como uma organização pode implementar Lean:

  • Learn it (conheça):  Conheça a exigência do cliente com a compreensão apropriada do cliente e seus requisitos.
  • Explain it (explique): Converta os requisitos do cliente em detalhes técnicos.
  • Adapt it (Adapte): Converta os detalhes técnicos em produtos através dos processos estáveis, verificados e validados.
  • Provide it (entregue): Entregue produtos livres de erros para o cliente no tempo certo, na quantidade certa e no local correto.

Iniciar uma implantação do Lean em qualquer organização exige a combinação adequada de duas abordagens principais:

  1. A Abordagem técnica - Aprender o conjunto de ferramentas e técnicas, e uma enorme gama de termos (muitos japoneses) como “kanban,” “andon,” “Takt time,” “jidoka,” “muda,” “heijunka” e assim por diante.
  2. A Abordagem de Gestão -  o processo de liderar e dirigir tudo de uma organização através da implantação e manipulação de recursos.

Lean1

Figura 1: Mapeamento da Abordagem

Uma abordagem desequilibrada pode levar a uma implementação sem sucesso do LEAN.  Embora seja a abordagem de gestão que ajuda a construir uma cultura LEAN em uma organização, ambas as abordagens são necessárias. E ambas exigem participação considerável tanto da liderança da organização como de seus profissionais de qualidade.  Deve ser dada atenção para as duas abordagens.

Mova para o LEAN – mais do que Cinco Passos

Embora aqui tenha sido dividido em cinco etapas, na prática a implantação do Lean é um processo contínuo e permanente e não está limitado por qualquer fronteira. Os cinco passos podem ser denominado os “5As” – assessment (avaliação), awareness (consciência), association (associação), adherence (adesão) e ascendancy (ascendência).

Lean2

Figura 2: Ciclo “5A”

 

 

1. Assessment:    No início, uma organização precisa avaliar sua condição atual para saber exatamente onde ela está antes de iniciar a cultura do LEAN. É  onde a chefia é mais vital. É uma fotografia para saber exatamente o que a organização quer ser no futuro, versus a condição presente . Para saber isso, todos os funcionários, começando de cima para baixo, devem ser entrevistados e/ou avaliados com questionários adequados. A análise desse material sairá com pontos de ação de melhoria para a organização, composta de itens como necessidades de treinamento técnico e/ou formação geral, as necessidades de capacidade do processo, as necessidades de gestão, as necessidades de gestão da qualidade, etc.

2. Awareness:  Após a avaliação estar pronta, toda a organização deve ter a ciência de:

  • Onde a organização está agora.
  • Onde a organização pretende estar.
  • Porque os passos foram iniciados.
  • Quem está liderando a implantação do LEAN.
  • Qual o cronograma para atingir um padrão determinado.
  • Como a organização vai liderar para atingir o objetivo.
  • Quais as metas e objetivos de todos os projetos.

Aqui, a abordagem da liderança é uma diretiva e a chefia executiva lidera na tomada de iniciativas.

3. Association: Associação é a etapa que visa  envolver todos os funcionários da organização em fazer a implantação do LEAN acontecer e torná-lo um sucesso. Associação exige um tipo de liderança de coaching. Os funcionários são treinados em cada aspecto do processo LEAN. O programa de treinamento do LEAN é desenvolvido e a análise de coisas como capacidades do processo, a capacidade da infra, recursos humanos, conhecimento do colaborador, os níveis de qualificação dos trabalhadores, inteligência emocional, comportamento e atitude é completamente avaliado.  Isso é muitas vezes descrito como os “4Ms” (man, machine, method, material – Homem, máquina, método e material),  cada uma das quais necessitam  ser avaliadas em termos de habilidades/capacidades. Cada um tem impacto sobre a capacidade total do processo.

4. Adherence: A adesão não acontece por si só, ela é construída. Aqui um estilo participativo de liderança é mais importante. Todo mundo no processo deve entender que eles são uma parte importante do movimento LEAN. Eles devem ter uma participação considerável no processo ou eles não vão se comprometer com a busca pela excelência.

5. Ascendancy: Ascendência para a cultura de melhoria de processo da organização é a progressão natural no processo LEAN. Isto acontece assim que as pessoas tornam-se habilitadas para melhorar a organização, vendo as sugestões que fizeram se tornando uma melhoria e, em seguida ser reconhecido por seus esforços. Aqui neste passo, a ascendência é desenvolvida através do estilo de liderança delegativa.

 

 

Conclusão: Início nunca acaba

Uma vez que a implantação do LEAN é um processo continuo, o início nunca acaba1!

A Abordagem de gestão visa qual o próximo item a treinar.  A abordagem técnica foca em como prover o programa apropriado de treinamento.

Embora possa parecer que a abordagem de gestão receba mais atenção, o fato é que elas precisam existir lado a lado. No final um programa de treinamento técnico “in-house” é a espinha dorsal do processo LEAN.  Enquanto os líderes trabalham para explicar e gerenciar o processo, programas de treinamento complementares devem ser implantados.

As abordagens devem ser trabalhadas simultaneamente e um desequilíbrio na combinação entre as abordagens podem acarretar o fracasso do LEAN.

Artigo originalmente escrito por Pradeep Mahalik – Isixsigma

 

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>