ago 272016
 

Visão geral

Quando as empresas avaliam ferramentas de automação de teste para testes web, frequentemente surge a pergunta: Qual é a vantagem de usar o Rapise ao invés de Selenium?

Ou ainda de modo mais amplo: Por que pagar por uma ferramenta comercial ao invés de usar uma gratuita?

À primeira vista, ambas as ferramentas parecem endereçar os mesmos desafios ao automatizar testes na web, mas é muito importante compreender outros aspectos ao comparar as duas ferramentas.

 

Por que usar Rapise e não o Selenium?

Para ajudar você a entender melhor as semelhanças e diferenças entre Rapise e Selenim, apresentamos a tabela a seguir que descreve algumas das características que são comuns a ambas as ferramentas e algumas das características que são únicas do Rapise:

 (Na seção após a tabela, explicamos cada um destes itens com mais detalhes)

Característica Selenium Rapise
Instalação e configuração
Instalação fácil para não-programadores Não Sim
Suporte de tecnologia
Aplicativos Desktop Não Sim
Aplicações web Sim Sim
Aplicações móveis (mobile) Não Sim
Identificação de objetos da aplicação em teste
Identificação de objetos robusta Sim Sim
Uso de instruções XPath Sim Sim
Uso de instruções CSS Sim Sim
Ferramentas web-spy integradas Não Sim
Árvore de Objetos de Interface do Usuário

Objetos de interface do usuário têm que ser geridos em nível de código

Sim
Sincronização automática de objetos de interface Não Sim
Suporte para IDs dinâmicos
Identificação robusta Sim Sim
Gerador XPath personalizável com escolha de metodologias out-of-the-box (aria, ids, índices, etc.) Não Sim
Gravação & Aprendizagem
Gravação de scripts de teste Não Sim
Tabela de ações para edição dos passos gravados Não Sim
Manutenibilidade
Fácil manutenção Não Sim
Reutilização
Fácil modularização e reutilização Sem funcionalidade de ‘Click & Go’, é necessário a conhecimento de programação orientada a objetos Sim
Facilidade de Execução Local e Remota
Fácil execução de testes com painel local para execução de testes Não Sim
Gerenciamento de teste baseado na web que permite fácil execução em várias máquinas / ambientes Não  Sim
Suporte e Assistência
Fóruns públicos Sim Sim
Equipe de suporte dedicada Não Sim
Suporte personalizado via e-mail Não Sim
Suporte personalizado via telefone Não Sim

 

Instalação e configuração

Rapise possui um processo fácil de instalação, executado através de um assistente padronizado que leva apenas alguns minutos e oferece tudo o que é necessário em um único ambiente, possibilitando o uso da ferramenta imediatamente.

Este já é um ponto interessante, dado que testadores normalmente não estão familiarizados com a criação de um ambiente de desenvolvimento, algo necessário para configuração do Selenium IDE e do Selenium Server.

 

 

Baixa Complexidade

As equipes de testes sempre precisam produzir resultados de testes e relatórios de gestão, independentemente destes serem obtidos a partir de um teste manual ou automatizado.

Com Rapise é possível gerar resultados rapidamente e facilmente, graças às ferramentas visuais para a exibição de objetos na aplicação testada, além do mecanismo nativo de gravação & reprodução que lhe permite usar a aplicação normalmente e um script de teste completo no final.

Rapise também fornece suporte para gravação e reprodução de casos de teste manuais (armazenados no SpiraTest, nossa ferramenta web de gerenciamento de testes) para que você possa usar a mesma ferramenta para ambos os tipos de testes.

 

Suporte a Diversas Tecnologias

Enquanto o Rapise suporta testes no Google Desktop, Web e aplicações móveis em uma única aplicação, o Selenium é limitado apenas a testes de aplicações web. Além disso, algumas aplicações web incluem componentes não HTML / HTML5 como o Flash, controles Java ou MS Silverlight embutidos, que o Selenium não é capaz de reconhecer.

O Rapise suporta todas essas tecnologias, mesmo quando elas estão misturadas com páginas HTML padrão (por exemplo, um applet Java incorporado ou widget de flash).

 

Identificação de objeto da aplicação em teste

Ter um mecanismo robusto de identificação de objetos é essencial para ser bem-sucedido com o seu projeto de automação de testes. Do ponto de vista técnico, o Rapise e o Selenium utilizam uma abordagem similar para elementos de interface do usuário em uma página web; consultas através de instruções XPath ou Cascading Style Sheet (CSS) são usadas pelo Selenium e Rapise para navegar por uma árvore de objetos HTML. Dentro do Selenium você só pode usar consultas XPath / CSS no nível de código e como resultado é necessário alterar os scripts de teste em caso de mudanças dos objetos no nível da interface do usuário da sua aplicação web.

Rapise, por outro lado, oferece uma árvore de objetos dedicada para ordenar e organizar todos os elementos UI necessários durante a automação.

 

Além disso, as ferramentas Web Spy do Rapise simplificam a criação e edição de instruções XPath usando um editor de caminho dedicado com modelos pré-construídos para Aria, ID ou consultas com base Index .

 

Embora o uso de XPath em um nível de código seja possível também com o Rapise, a possibilidade de usar uma árvore de objetos de natureza visual ajuda a manter o código limpo e fácil de ler.

 

 

IDs Dinâmicos

Outro desafio cada vez maior para os usuários de Selenium é abordar os elementos de interface do usuário (como tags de entrada) com identificadores dinâmicos, tornando-os difíceis de localizar e dificultando a habilidade de repetição no reconhecimento de objetos. A razão para isso é que muitos desenvolvedores fazem uso de kits de desenvolvimento web, em vez de desenvolver tudo do zero.

O Rapise  resolve essa questão oferecendo  diferentes  conjuntos de regras para todos os frameworks de UI web bem conhecidos como GWT, YUI, jQuery, etc. Essas regras reconhecem automaticamente o uso de frameworks terceiros através do Rapise Recorder ou através da ferramenta Web Spy. Estas soluções constroem instruções XPath robustas que são confiáveis ​​e repetíveis.

 

Manutenibilidade

A principal razão para deixar os testadores em todo o mundo pensando negativamente sobre Gravação & Reprodução é a Manutenção dos testes! Ninguém está interessado em adaptar scripts ou código cada vez que a aplicação testada sofre mudanças e isto acontece quando se trabalha com ferramentas como o Selenium Recorder gerando apenas scripts.

O gravador do Rapise, por sua vez, gera uma tabela de ações combinadas com a árvore de objetos. A identificação do objeto é sempre separada das etapas de testes automatizados, portanto as ações gravadas podem ser facilmente modificadas ou estendidas sem escrever uma linha sequer de código. Além disso, o  gravador do Rapise  reutiliza automaticamente os elementos da árvore de objetos que já foram criados durante uma sessão de gravação anterior.

 

Reutilização de Objetos de Teste

Ao projetar uma estrutura de automação de teste com Selenium é necessário implementar as mesmas metodologias como um desenvolvedor que está construindo em nível de código. É necessário também ter bons conhecimentos dos princípios de programação orientada a objetos.

Por outro lado, a IDE do Rapise fornece a funcionalidade ‘Learn and Go Functionality’™ desde o início para garantir a reutilização de ações de teste e elementos de interface do usuário com uma equipe de técnicos de diferentes níveis de habilidades. Engenheiros de automação iniciantes podem gravar um cenário simples, clicando em objetos, enquanto engenheiros mais qualificados podem “Aprender” objetos na página e, em seguida, arrastar e soltar os objetos no código para compor o script de teste.

 

 

Facilidade de Execução Local e Remota

O Selenium não facilita muito a execução de testes, porque  é necessário codificar os testes utilizando uma tecnologia específica (por exemplo, Java, .NET, Ruby, Python) e depois integrar isso em seu ambiente de execução; adicionalmente os usuários precisam estar familiarizados com a linguagem de desenvolvimento, a plataforma e seu ambiente local para executar todos os testes.

Por outro lado, com o Rapise é fácil reproduzir testes locais: basta clicar no botão ‘Play’ no Rapise; e se você escolher conectar o Rapise à plataforma de gerenciamento de teste SpiraTest, poderá cuidar de toda a sua programação e controle de versão em um só lugar.

Com o SpiraTest e o Rapise, você pode agendar testes para serem executados em máquinas diferentes em qualquer lugar do mundo a partir do conforto do seu navegador web. Todos os resultados serão automaticamente enviados de volta para o SpiraTest onde o seu Gerente de QA pode vê-los em tempo real à medida que são executados.

Suporte e Assistência

Todo projeto de automação de teste tem seus desafios individuais. O Selenium por si só é gratuito, porém é necessário considerar as limitações técnicas e custos de manutenção na implantação dessa solução num ambiente de produção, lembrando que provavelmente quando você se deparar com problemas, estará à mercê dos fóruns públicos e qualquer conhecimento local.

Cada aquisição do Rapise vem com a garantia de apoio da Inflectra, fabricante do produto, e da OAT Solutions, que distribui com exclusividade os produtos Inflectra no Brasil. Isso significa  suporte ilimitado via telefone e e-mail, acesso ao help desk da Inflectra, fóruns moderados e uma extensa base de conhecimento acerca de um conjunto de produtos que está em constante evolução e aprimoramento.

 

Quer saber mais ?

Entre em contato conosco (oatsolutions@oatsolutions.com.br) ou acesse: http://www.oatsolutions.com.br/ferramentas/ferramentas_Rapise.htm  para fazer um tour e testar o Rapise hoje mesmo!

 

A OAT Solutions distribui com exclusividade no Brasil todos os produtos Inflectra.

Este documento é a tradução do artigo originalmente publicado por Inflectra Corporation, disponivel em: https://www.inflectra.com/Ideas/Whitepaper/Rapise-Vs-Selenium-Comparison.aspx

 

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>