jun 182018
 

De tempos em tempos surgem ferramentas de apoio que redefinem suas categorias. Foi assim com o Enterprise Architect no auge da modelagem UML, bem como com o Jira, que progressivamente vem contribuindo para a ampla adoção da cultura ágil e estendendo sua utilização para muito além do desenvolvimento de software; se voltarmos ainda mais no passado, cabem os exemplos do MS-Project – que redefiniu a forma como o mundo registrava seus cronogramas – e do Erwin, que agregou recursos poderosos para atividades de Modelagem de Dados.

Pessoalmente e em nome da OAT, é muito gratificante constatar que as “nossas apostas” rendem bons feedbacks dos nossos clientes; justamente por isso temos o compromisso de continuamente olhar para o mercado, descobrindo e avaliando alternativas que ofereçam o maior valor agregado possível, e é justamente neste contexto que surge a ferramenta Lucidchart, sobre a qual falarei logo adiante.

A título ilustrativo, volto por um instante ao ano de 2002, quando conheci o Enterprise Architect e tive a oportunidade de negociar a primeira parceria com autorização para distribuir o EA no Brasil. O contexto de tecnologia era totalmente diferente do que vivenciamos hoje e ao mesmo tempo, o EA era uma ferramenta incipiente quando comparada aos “medalhões” que dominavam o mercado, como System Architect, Rational Rose e o já citado Erwin; porém havia a sensação de estar diante de uma ferramenta com grande potencial a ser explorado, desenvolvida por uma empresa que era diferente daquelas com as quais concorria, e ao longo do tempo o EA se tornou de fato uma ferramenta robusta e estável.

Curiosamente e coincidentemente, há poucos meses vivenciei a mesma sensação ao conhecer o Lucidchart: uma ferramenta que tem o potencial para redefinir a forma, abrangência e cultura em relação a modelagem visual, sendo já utilizada por cerca de 11 milhões de pessoas em todo o mundo (o que, apenas a título de exemplo, representa uma comunidade cerca de 9x maior do que a dos usuários do EA).

Outra característica que chama atenção no Lucidchart é a sinergia com as ferramentas Atlassian: sob o prisma técnico, o Lucidchart opera totalmente online, com uma arquitetura simples porém robusta, segura, escalável e integra-se ao Confluence, Jira e Bitbucket adicionando enorme valor ao trabalho colaborativo dos times; sob o prisma conceitual, o Lucidchart é construído sobre o mesmo conjunto de ideias que as ferramentas Atlassian, valorizando a ampla utilização, facilidade de uso e disponibilidade sem interrupções.

Por todos estes motivos, entrei em contato com o fabricante e houve uma interação muito boa, com as conversas evoluindo até que foi concedida à OAT a autorização para distribuição do Lucidchart, com exclusividade, no Brasil.

Naturalmente a OAT mantém um compromisso firme com os clientes que utilizam o Enterprise Architect e confiam também na capacidade técnica da nossa equipe para consultoria, suporte e treinamento, porém estamos, como sempre, buscando oferecer as melhores soluções para os nossos clientes a partir de uma visão objetiva e com materialização de possibilidades.

O futuro da modelagem visual aponta para o Lucidchart e você está convidado(a) a conhecer mais desta ferramenta poderosa e promissora através da OAT Solutions!

 

<<   Link para a página do LC no site da OAT    >>     <<   Link para o café da manhã  >>

 

 

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>